Uma vergonha internacional

Citamos:

Noticias ao minuto

O diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (Manuel Palos), a secretária-geral da Justiça (Maria Anes), a secretária-geral do Ministério do Ambiente (Albertina Gonçalves) e o presidente do Instituto dos Registos e Notariado (António Figueiredo), bem como os restantes sete detidos no âmbito da megaoperação levada hoje a cabo pelo Polícia Judiciária, vão passar a noite na prisão.

A notícia é avançada pelo Expresso que cita um comunicado da Procuradoria-Geral da República.

As buscas, que foram hoje levadas a cabo, inserem-se numa investigação a crimes de corrupção, branqueamento de capitais, tráfico de influência e peculato, sendo que terão sido cometidos no âmbito da atribuição de vistos gold.

Na mesma nota a Procuradoria-Geral da República faz saber que as referidas buscas “destinaram-se à recolha de informação relacionada com departamentos, serviços e funcionários daqueles ministérios e não visavam membros do governo”.

No entanto, o Diário de Notícias, que cita fonte próxima da investigação, garante que o gabinete do ministro da Administração Interna também foi alvo de averiguações.

Segundo o Expresso, entre os detidos encontram-se três cidadãos chineses e três funcionários do Instituto dos Registos e Notariado.

 

Compartilhar

Leave a Reply