Suspeitas de ilícitos criminais no BCP

Os jornais de hoje revelam que há indicios de ilícitos criminais na acção das administrações do Banco Comercial Português desde o ano 2000. A denúncia terá partido da CMVM e do Banco de Portugal, entidades que costumam ter uma postura muito discreta relativamente às instituições financeiras.
A TVI anunciou que o ministro das Finanças se mostrou preocupado com a instabilidade dentro de um dos maiores bancos portugueses.
Entretanto, Carlos Santos Ferreira, presidente da Caixa Geral de Depósitos, está na linha da frente para ser o novo «homem-forte» do BCP.
Segundo a Agência Financeira, alguns dos principais accionistas do BCP reuniram-se este sábado para tentar encontrar uma solução de liderança forte para o BCP, mas todos os caminhos apontam para o nome de Santos Ferreira.
Segundo a agência «Lusa», o ainda presidente da CGD tem sido contactado por accionistas de referência do BCP para assumir a presidência do maior banco privado português, sucedendo a Filipe Pinhal.

Compartilhar

Leave a Reply