Óbito de pescador registado passados mais de 3 anos

O óbito do pescador Joaquim Fortunato do Amaral, falecido no Mar do Norte em  8 de Novembro de 2007, foi hoje registado na Conservatória do Registo Civil de Lisboa.
O procedimento foi realizado mediante uma ação pro bono, por advogados da MRA, que pôs fim à recusa do registo por parte do Consulado Geral de Portugal em Londres e da Conservatória do Registo Civil de Vila do Conde.
O cadáver do pescador foi sepultado, em Janeiro de 2008, no cemitério de Caxinas, para onde  foi transportado a coberto de um alvará funerário emitido por aquele consulado.
A recusa do processamento do registo do óbito foi objeto de várias notícias nos jornais.

Ver Correio da Manhã – 20811 Correio da manhã_20110413

 

 

Compartilhar

Leave a Reply