O escândalo dos vistos gold

Citamos:

Visão

A Polícia Judiciária (PJ) deteve o diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Jarmela Palos, por suspeitas de corrupção na emissão de vistos “gold”. A secretária geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes, foi igualmente detida. A suspeita é mulher de António Figueiredo, presidente do Instituto de Registos e Notariado detido na operação de hoje da PJ. A Procuradoria Geral da República e a PJ confirmam que foram detidas 11 pessoas até ao momento.

A sede do SEF, em Porto Salvo, concelho de Oeiras, está a ser alvo de buscas por elementos de Polícia Judiciária, disse à Lusa a mesma fonte, adiantando que as buscas da PJ, a decorrerem em vários pontos do país, estão relacionadas com a emissão de autorizações de residência para investimento superiores a 500 mil euros, os denominados vistos “gold”.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou que estão em curso várias diligências, nomeadamente 60 buscas em diversos pontos do país, tendo sido emitidos mandados de detenção, numa investigação relacionada com a atribuição de vistos ‘gold’.

Numa nota enviada à comunicação social, a PGR indica que “no âmbito de um inquérito em investigação no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), estão em curso várias diligências, designadamente seis dezenas de buscas em diversos pontos do país, tendo sido emitidos mandados de detenção. Neste inquérito investigam-se, entre outras, matérias relacionadas com a atribuição de vistos ‘gold'”.

Em causa estão “suspeitas de crimes de corrupção, tráfico de influências, peculato e branqueamento de capitais”, adianta a mesma nota.

Ler mais: http://visao.sapo.pt/pj-detem-diretor-nacional-do-servico-de-estrangeiros-e-fronteiras=f801417#ixzz3IztG0dSP

Compartilhar

Leave a Reply