Não aceitamos prémios nem damos entrevistas pagas

De há uns tempos a esta parte têm vindo a multiplicar-se os convites para a aceitação de prémios ou para que os nossos advogados dêem entrevistas ao jornal X ou à rádio Y.
É a crise a funcionar. E o engenho de uma série de entidades que, torneando as regras da advocacia, aproveitam para montar os seus negócios.
Curiosamente, as sugestões de um prémio referem sempre um qualquer processo ou a uma qualquer intervenção que fizemos e que, por mais brilhante que seja, não merece um prémio se não for confrontada com a intervenção, não menos brilhante de muitos outros advogados que existem em Portugal.
Porque entendemos que este não é um jogo sério, resolvemos deixar claro (de vez e de forma pública) que não aceitamos quaisquer prémios nem reconhecemos seriedade bastante a nenhum prémio que seja concedido a um advogado, sobretudo, quando a outorga do prémio implica um pagamento em dinheiro.
Do mesmo modo, embora nos dê prazer cooperar com a comunicação social, não aceitamos pagar o que quer que seja para que nos publiquem artigos ou nos façam entrevistas.
Espero que tenham entendido…

Miguel Reis

Compartilhar

Leave a Reply