Ministério das Finanças considera que não há maior risco com a Empresa na Hora

O Ministério das Finanças defende que a “Empresa na hora” não representa um risco de fraude superior ao que existia no normal processo de constituição de empresas. O Ministério adianta, em comunicado, que as condições para a constituição da “Empresa na hora” são, inclusivamente, mais exigentes do que anteriormente.
Fonte: Jornal de Negócios
Compartilhar

Leave a Reply