Mais uma vez os advogados vão ter as férias estragadas

Mais uma vez, os advogados vão ter as férias estragadas em 2019.

Já assim foi em 2016 – há 3 anos, porque  o Tribunal de Comércio de Lisboa resolveu determinar que as reclamações de créditos dos Lesados do BES deveriam ser apresentadas nas férias judiciais.

Esta ano, correm nas férias judiciais os prazos para a impugnações das listas de credores reconhecidos e não reconhecidos.

Parece que têm medo de as pessoas exercerem os seus direitos; e prejudicam esse exercício em termos que são próprios de países do Terceiro Mundo.

Lastimável

Miguel Reis

Lisboa, 19 de julho de 2019

Compartilhar

Leave a Reply