Juiz não admite funcionário de havaianas e a OAB protesta

A Seccional do Paraná da Ordem dos Advogados do Brasil ( OAB-PR) repudiou a atitude do juiz da 3ª Vara do Trabalho de Cascavel, Bento Luiz de Azambuja Moreira, que adiou uma audiência porque o trabalhador Joanir Pereira compareceu ao fórum calçado de chinelo de dedos.
O juiz alegou que “o calçado era incompatível com a dignidade do Poder Judiciário”.
“Num país tropical como o Brasil, uma decisão como essa no âmbito da Justiça é absurda. Um fato como esse deve entrar para os registros das aberrações jurídicas”, disse o presidente da OAB-PR, Alberto de Paula Machado.
Fonte: OAB
Compartilhar

Leave a Reply