FEG: um buraco que começa na própria lei

É inevitável que a «operacionalização» das candidaturas ao FEG redunde numa enorme confusão, porque o diploma que  regula tal «operacionalização» é tão impreciso, tão confuso e tão contraditório em si mesmo que só pode redundar em asneira.

Este fundo é, aliás, das «coisas» mais obscuras da politica europeia dos últimos tempos.

Portaria n.º 179/2010. D.R. n.º 59, Série I de 2010-03-25

Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

Revê os procedimentos relativos à operacionalização das candidaturas nacionais ao Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (FEG).

Compartilhar

Leave a Reply