Estudo para um novo mapa judiciário

A justiça não funciona em Portugal e os responsáveis não se cansam de inventar novas encomendas de estudos e mais estudos.
Agora surgiu um estudo para um novo mapa judiciário feito por técnicos da Faculdade de Engenharia de Coimbra, como se reformar a justiça fosse o mesmo que arranjar uma ponte.
Vendo-se o estudo, que está publicado no site da Ordem dos Advogados, conclui-se que esta gente perdeu completamente o tino e não tem a mínima noção de como funcionam os tribunais.
Se isto já está mau, irá para muito pior com mais mudanças.
É surpreendente a burrice de quem mexe nos cordeis da justiça nos últimos tempos. Será que não sabem que 1 +1 é igual a 2?
O drama da justiça está em que se insiste em duplicar, mantendo um processo em papel e outro digital, sem se conseguir afirmar plenamente o último.
Se a isto juntarem mudança no mapa… para tudo.
Será de boa cautela começar a eleger o foro das comarcas espanholas da raia.
Ver
PROPOSTA DE REVISÃO DO MAPA JUDICIÁRIO
>> Parte I
>> Parte II
>> Anexos
Compartilhar

Leave a Reply