DIREITO DA NACIONALIDADE

Uma profunda reestruturação do departamento de nacionalidade do escritório de S. Paulo vai permitir atender com maior rapidez os clientes que procuram serviços na área do direito da nacionalidade.A instalação de um call center (55-11-32078083) com duas estagiárias de direito e um novo programa informático permitem dar, com prontidão, uma primeira resposta às solicitações dos clientes, ainda antes da análise dos documentos pelos advogados.
Uma parceria com uma advogada italiana, com escritório em S. Paulo, permite-nos atender também os clientes que procuram a prestação de serviços em Itália.
Anotamos como interessante o crescimento da prestação de serviços jurídicos a portugueses residentes no Brasil que pretendem adquirir a nacionalidade brasileira por naturalização, o que constitui, em nossa opinião, o melhor estatuto para um português residente no Brasil.
Vimos aconselhando a naturalização brasileira como alternativa à Igualdade de Direitos, porque tanto a lei brasileira como a lei portuguesa permitem a dupla nacionalidade e a naturalização brasileira não implica nenhuma perda de direitos, ao contrário do estatuto da Igualdade de Direitos, que retira a quem a adquirir os direitos políticos no país de origem.
A partir de Dezembro (data prevista para a entrada em vigor do novo Regulamento da Nacionalidade Portuguesa) os processos dos residentes em países de lingua estrangeira podem dar entrada directamente em Portugal, pelo que preparamos as nossas equipas de forma a podermos atender as solicitações dos clientes de lingua inglesa.
O escritório de Lisboa dará atendimento aos cidadãos da Inglaterra e da América do Norte.O escritório de Fortaleza vai passar a atender os clientes do hemisfério sul, especialmente África do Sul, da Índia e da Austrália.
As comunicações são feitas por VOIP e Skype (Skype: Renata Sydriao Sanford_MRA Fortaleza).
Compartilhar

Leave a Reply