Archive for the ‘Banco de Portugal’ Category

18,6 milhões de euros em negócios fechados no I Encontro de Negócios Brasil-Portugal

sexta-feira, maio 25th, 2007

O I Encontro de Negócios Brasil-Portugal, que terminou esta quinta-feira em Lisboa, gerou negócios da ordem dos 25 milhões de dólares (cerca de 18,6 milhões de euros), disse à agência «Lusa» fonte da organização.
Para a directora de projectos internacionais da APEX, agência governamental brasileira de promoção e exportações e investimentos, Sílvia Lima, a iniciativa foi um «sucesso que ultrapassou em muito as melhores expectativas».
«À partida, contávamos que os contactos entre os empresários dos dois países gerassem cerca de 9 milhões de dólares», destacou à «Lusa».
O I Encontro de Negócios foi acompanhado pela nossa Colega Drª Jacilda Frota, uma advogada proveniente de Salvador, com quem reforçamos a nossa equipa de Lisboa.
No escritório central da MRA trabalham actualmente três advogadas formadas em universidades brasileiras e inscritas nas Ordens de Advogados dos dois países.

Ler mais

Navios portugueses proibidos de pescar bacalhau na Noruega

domingo, maio 13th, 2007
Foi publicado o Regulamento (CE) nº 528/2007 da Comissão, de 10 de Maio de 2007, que proíbe a pesca do bacalhau nas águas norueguesas das subzonas CIEM I e II pelos navios que arvoram pavilhão de Portugal.

Avisos do Banco de Portugal, fundos próprios e riscos de crédito

sbado, abril 28th, 2007
Aviso do Banco de Portugal n.º 4/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Altera o aviso n.º 12/92, que estabelece as principais regras sobre a composição dos fundos próprios das instituições de crédito e sociedades financeiras, para efeitos do cálculo dos rácios e limites prudenciais, na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho
Aviso do Banco de Portugal n.º 5/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Regulamenta o cálculo de requisitos de fundos próprios das instituições de crédito e empresas de investimento para cobertura de risco de crédito na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho, e revoga o Aviso n.º 1/93
Aviso do Banco de Portugal n.º 6/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Regulamenta o cálculo de requisitos de fundos próprios das instituições de crédito e empresas de investimento para cobertura de risco de crédito na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho, e revoga o Aviso n.º 1/93
Aviso do Banco de Portugal n.º 7/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27Banco de PortugalEstabelece as metodologias para cálculo dos requisitos de fundos próprios das instituições de crédito e empresas de investimento para cobertura de riscos de crédito em operações de titularização, na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho, revogando, igualmente, o Aviso do Banco de Portugal n.º 10/2001
Aviso do Banco de Portugal n.º 8/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Regulamenta o cálculo dos requisitos de fundos próprios das instituições de crédito e empresas de investimento para cobertura de riscos de mercado, na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho, e procede-se à revogação do Aviso n.º 7/96
Aviso do Banco de Portugal n.º 9/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Regulamenta o cálculo dos requisitos de fundos próprios das instituições de crédito e empresas de investimento para cobertura de risco operacional, na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho
Aviso do Banco de Portugal n.º 10/2007, D.R. n.º 82, Série II de 2007-04-27
Banco de Portugal
Estabelece um quadro de referência para a divulgação de informação pelas instituições de crédito e empresas de investimento sobre riscos e respectivos métodos de avaliação, na sequência da transposição das Directivas n.os 2006/48/CE e 2006/49/CE, ambas do Parlamento Europeu e do Conselho