BCP perdoa milhões a filho de administrador

O BCP perdoou em 2004 uma dívida de vários milhões de euros a um grupo de empresas de que era sócio um dos filhos de Jardim Gonçalves, fundador da instituição, noticiaram as edições online dos semanários “Sol” e “Expresso”. Segundo informações adiantadas pelos dois jornais, e confirmadas pelo PÚBLICO, a instituição considerou incobráveis várias dívidas – que o “Expresso” cifra em 12,5 milhões de euros e o “Sol” em 15 milhões – do Grupo V, de que era sócio Filipe Jardim Gonçalves.
Dois elementos relevam nesta notícia: que as empresas do filho de um administrador beneficiaram de créditos de, pelo menos, 15 milhões de contos.
Que a dívida lhes foi perdoada.
Sinais do país que temos e do completo desrespeito pelos conflitos de interesses e pela transparência.

Ler mais no Público

Compartilhar

Leave a Reply