Advogados obrigados a prestar informação nas investigações sobre branqueamento de capitais

O segredo profissional dos advogados não pode servir para encobrir o branqueamento de capitais.
É nesse sentido o acórdão do Tribunal de Justiças das CE que estabeleu que «as obrigações de informação e colaboração com as autoridades responsáveis pela luta contra o branqueamento de capitais, previstas no art. 6/1, da Directiva 91/308/CE, impostas aos advogados pelo art. 2.A/5, não violam o direito a um processo equitativo garantido pelos arts 6 da CEDH e 6/22, UE.»
Ler mais
Compartilhar

Leave a Reply