Vítor Gaspar entrelaçado pela troika e pela família

O novo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, é uma escolha elogiada que, mesmo antes de tomar posse, está a incendiar a curiosidade dos media nacionais.

«Muito competente, muito profissional, conhece bem a economia portuguesa. Além disso é uma pessoa muito determinada», postula o ex-ministro da pasta e actual líder da SEDES, Campos e Cunha.  «O professor Vìtor Gaspar – acrescenta – é uma pessoa extraordinariamente competente, não só em termos técnicos, mas também administrativos. Tem experiência europeia. Conhece muito bem o ministério das Finanças e o Banco de Portugal».

O economista Rui Moreira,  presidente da Associação Comercial do Porto, também não tem dúvidas de que Vítor Gaspar «é o ministro de que agora precisamos». Recorde-se que o ainda titular da pasta, Teixeira dos Santos, disse recentemente que no Terreiro do Paço não vai haver tempo para aquecer o lugar.

Além de ter de cumprir com a meta orçamental de 5,9% até ao final do ano, Vítor Gaspar vai ter de garantir o corte de pessoal na Função Pública: 1% na Administração Central, 2% na local e regional. Por outro lado, até ao final de Julho o BPN tem de ser privatizado e, até ao final do ano, na área dos transportes, a TAP, a Refer e a CP também têm de deixar a esfera do Estado.

O curioso é que tudo isto irá acontecer num quadro que alguns observadores consideram prefigurar um duelo financeiro, político e familiar com vista do Parlamento. A novidade foi revelada pelo dirigente do PSD, Nogueira Leite, através do Facebook.

De um lado o novo ministro das Finanças. Do outro, Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda. É que ambos estão ligados pelo sangue familiar. Vítor Louçã Rabaça Gaspar, agora ministro das Finanças, é primo de Francisco Anacleto Louçã. O líder do Bloco de Esquerda diz que «já houve outros familiares meus em outros governos e eu não fiz comentários pessoais, isso seria desagradável. Desejo-lhe o maior sucesso. O verdadeiro ministro das Finanças está no Banco Central Europeu».

MRA Alliance/Agência Financeira

Leave a Reply