UE: MNE rejeita existência de acordo entre países membros para não referendar Tratado

Plenário da Assembleia da RepúblicaO ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, rejeitou hoje (quinta-feira), no Parlamento, a existência de um compromisso entre os governos europeus para não referendar o Tratado de Lisboa e recusou revelar, antes de Janeiro, a forma de ratificação. Sob fortes e truculentas intervenções da oposição, designadamente do CDS, PCP e Bloco de Esquerda, o ministro reiterou que a titulo pessoal não concorda com a ratificação pela via do referendo por considerar que “gera insegurança”, mas afirmou que não terá nenhum problema em submeter o tratado a referendo. O debate parlamentar tinha como tema a discussão sobre o Programa legislativo e de trabalho da comissão europeia para 2008, mas acabou por se centrar na questão da ratificação do Tratado de Lisboa. (pvc/SIC)

Leave a Reply