UE: Escândalo de corrupção envolve alto funcionário da Comissão

A Comissão Europeia (CE) abriu um processo de inquérito para investigar suspeitas de corrupção contra um dos seus altos funcionários suspeito de ter fornecido informação confidencial a jornalistas ingleses disfarçados de agentes de uma empresa chinesa. Fritz-Harald Wenig, o eurocrata que trabalha com o comissário do Comércio Peter Mandelson, teria aceitado fornecer informações confidenciais a troco de vantagens financeiras, revelou o jornal Sunday Times. A Comissão foi informada na sexta-feira e abriu imediatamente uma investigação administrativa interna”, disse à AFP o porta-voz da Agência Europeia de Luta contra a Fraude (OLAF, em francês), Jorg Wojahn. O jornal britânico, após seis meses de investigação, assegura ter em seu poder uma gravação que compromete Wenig. O eurocrata terá divulgado, entre outras, informações sobre as medidas que a CE pretende adoptar contra a China em matéria de política ‘antidumping’ e revelou o nome de duas empresas chinesas que, alegadamente, iriam beneficiar de um estatuto especial caso fossem impostas barreiras alfandegárias à importação de velas. “Potencialmente, a informação vale milhões para quem faz negócios com estas empresas”, afirma o jornal britânico. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply