Tolerância de ponto aos funcionários na visita papal vai custar milhões

Um dia e algumas horas de tolerância de ponto para os funcionários públicos durante a visita do Papa a Portugal, em Maio, vai custar alguns milhões de euros. “Tendo em atenção que, na totalidade de feriados e pontes em Portugal custa, nos anos normais, entre 0,5 e 1 por cento do PIB, é razoável admitir que os dias em que há tolerância de ponto e ponte, [estes] possam ter um impacto económico bastante significativo. (…) São com certeza milhões de euros porque são custos directos e indirectos”, explicou o antigo consultor do Banco Mundial, Luís Bento, à TSF.

O Governo vai dar tolerância de ponto a todos os trabalhadores da Administração Pública no dia 13 de Maio na altura da visita do Papa Bento XVI em Portugal. Em Lisboa, os funcionários públicos terão tolerância na parte da tarde de 11 de Maio. No Porto, terão a parte da manhã a 14 de Maio.

“Não podemos deixar de relevar também que, em Portugal, se aproveita um circuncialismo qualquer, sem reflexão, para tomar opções destas. Isto não ajuda nada num momento de crise”, sublinhou, em declarações à TSF, o líder da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP-IN), Carvalho da Silva.

MRA Alliance/ionline

Leave a Reply