Supermercados, restaurantes e indústria já estão a perder clientes

Menos visitas aos supermercados e aos restaurantes e mais racionalização no que se come e no que se bebe. Estas são as principais conclusões das empresas contactadas pelo Diário Económico em relação ao consumo nos primeiros dois meses do ano, já fortemente marcado pelas medidas de austeridade.

As cadeias de distribuição Sonae e Jerónimo Martins (JM) já estão a sentir o impacto desse comportamento dos consumidores, bem como as empresas de bebidas, de queijos ou de iogurtes.

Paulo Azevedo, presidente executivo da Sonae, afirmou recentemente ao Diário Económico que se sente uma retracção do consumo, “em particular na área não-alimentar, uma retracção maior do que a do ano passado”.

Pedro Soares dos Santos, administrador-delegado da JM, disse que, apesar de “as vendas terem crescido em Janeiro”, sente-se uma “contracção. As pessoas estão a comprar um bocadinho menos”, confirma.

MRA Alliance 

Leave a Reply