S&P corta ‘rating’ de Portugal pela segunda vez em 5 dias e juros atingem 9%

A S&P voltou a descer a avaliação de Portugal, tal como tinha alertado, para o nível ‘BBB-‘, a um passo de ‘junk bond’. É o segundo corte de ‘rating’ da S&P para Portugal em menos de uma semana. A agência de ‘rating’ manteve o ‘outlook’ negativo para a avaliação de Portugal, o que significa que pode avançar com novo corte em breve.

O ‘downgrade’ de hoje deve-se ao resultado da cimeira europeia da semana passada, que definiu os termos de empréstimos aos países do euro em dificuldade, confirmando as expectativas da S&P de que uma reestruturação prévia da dívida poderá ser uma condição para os países acederem às ajudas do fundo europeu.

“Devido às fracas condições de acesso de Portugal ao mercado e à sua considerável necessidade de financiamento nos próximos anos, acreditamos que Portugal vai aceder provavelmente ao Fundo Europeu de Estabilização Financeira e depois ao Mecanismo Europeu de Estabilidade”, o fundo europeu que o vai substituir, a partir de 2013, nota a S&P.

Por este motivo, os juros da dívida nacional voltaram a agravar-se, com a ‘yield’ das obrigações do Tesouro Português a cinco anos a subir para 8,813%, um novo máximo de sempre. No mesmo sentido, o juro das obrigações a 10 anos agrava-se para 7,954%, contra os 7,926% registados ontem. Já o juro da linha viva da dívida portuguesa da mesma maturidade mais negociada no mercado avança para 7,831% (ontem fechou nos 7,817%).

Também o diferencial dos títulos a 10 anos face às ‘bunds’ alemãs, indicador conhecido por ‘spread’, tocou um novo máximo de sempre e fixa-se agora nos 467 pontos base, níveis recorde.

Ao mesmo tempo, o preço dos ‘credit-default swaps’ (CDS) sobre obrigações do Tesouro a cinco anos, instrumentos que servem para proteger as posições detidas em dívida portuguesa, desciam 11 pontos para negociar nos 549 pontos base. O alívio na percepção de risco de incumprimento de Portugal pode sinalizar que o mercado está a antecipar um pedido de resgate.

MRA Alliance/DE

Leave a Reply