Sarkozy quer Brasil na ONU

O presidente francês Nicolas Sarkozy disse nesta segunda-feira, em Brasilia,  ser uma questão “de justiça” que o Brasil ocupe uma vaga permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

O presidente da França defendeu reformas na ONU para permitir uma maior participação dos países em desenvolvimento, como o Brasil, nas decisões tomadas pela organização multilateral.

“As Nações Unidas devem reformar-se. Estamos no século XXI, não podemos considerar normal que a África não tenha um membro permanente no Conselho de Segurança de Segurança. Também não acredito que, no pequeno-almoço do G-8, não possamos convidar o Brasil. Isso é perigoso”, disse Sarkozy.

“O mundo não pode esquecer o que aconteceu no ano passado. A lógica de que o mercado ia resolver tudo, faliu. O estado não pode abrir mão de ser o indutor. Tivemos que induzir mais dinheiro na produção. Se não existe o estado, as coisas não funcionam com a facilidade que alguns imaginavam que iam funcionar. Vamos exigir que cada país faça a sua parte para que a crise não resulte no sofrimento dos mais pobres”, concluiu o presidente francês.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply