Russia desinveste 40% no mercado hipotecário americano

A Rússia adoptou uma posição cautelosa no mercado da dívida hipotecária americana diminuindo gradualmente o actual grau de exposição aos papéis transaccionados no mercado. Em Moscovo, o ministro adjunto da Economia, Dmitry Pankin, comentou os investimentos do estado russo nas agências imobiliárias norte-americanas, Fannie Mae e Freddie Mac: “De momento não planeamos aumentar a nossa exposição. Também não planeamos um desinvestimento rápido. Trata-se de títulos que remuneram de forma decente os nossos investimentos.” Pankin acrescentou que o fundo que administra os excedentes gerados pela venda de hidrocarbonetos russos investiu 3,6% dos seus USD 160 mm/bi em títulos de dívida da Freddie Mac e Fannie Mae. O retorno dos investimentos entre 30-01-2008 e 19-08-2008 foi de USD 72 milhões. Especulações sobre a posição de Moscovo foram alimentadas esta semana, na sequência da bem sucedida venda de USD 3 mil milhões/bilhões (mm/bi) de dívida pela Freddie Mac. O banco hipotecário americano de capitais públicos cotado em bolsa, informou que um terço da dívida foi adquirida por bancos centrais. O ministro da Economia, Alexei Kudrin, confirmou que a Rússia continuará a investir nas agências hipotecárias dos EUA, embora em quantidades inferiores. Os títulos que atingem os respectivos prazos de maturidade não serão substituídos por novos investimentos. No início de 2008, a Rússia detinha um sexto das suas reservas monetárias e de ouro – cerca de USD 100 mm/bi – em títulos da Fannie Mae, Freddie Mac e das 12 entidades que integram o sistema Federal Home Loan Banks. O banco central da Rússia informou que este ano o grau de exposição àquele segmento da dívida americana foi reduzido em cerca de 40%. Os investimento públicos governo moscovita foram publicamente criticados por vários media e sectores da opinião pública avessos a investimentos de alto risco. O grau de hostilidade aumentou na sequência do conflito com a Geórgia e após o acordo EUA-Polónia para a instalação de 10 sistemas de intercepção antimísseis em território polaco. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply