Rússia: Banco central ameaça bancos estrangeiros sobre fuga de capitais

As autoridades monetárias russas advertiram as subsidiárias dos bancos estrangeiros para porem fim às práticas que geraram a fuga de USD 50 mil milhões/bilhões (mm/bi)da Rússia nos últimos dois meses, noticiou a edição online do jornal russo Kommersant. O esquema utilizado foi a contracção de empréstimos às casas-mãe. O periódico russo, citando fontes não identificadas, precisa que os dirigentes de alguns daqueles bancos foram ameaçados “com o cancelamento de créditos pelo banco central e por bancos estatais russos e com medidas mais duras” se não “pararem com práticas que encorajam a fuga de capitais da Rússia.” Em Setembro, os débitos dos bancos não residentes “aumentaram drásticamente”. Segundo o Kommersant, o Raiffeisen Bank contratou empréstimos extra no valor de 38,6 mm/bi e o Unicreditbank com 36,9 mm/bi, tendo diminuído a emissão de dívida junto da banca russa em 2,8 mm/bi e 16,7 mm/bi, respectivamente. O jornal adianta que os “analistas interpretam as medidas como uma forma alimentar os cofres das casas-mãe ávidos de dinheiro fresco.” Actualmente, 15% dos maiores bancos russos são total ou parcialmente controlados por bancos estrangeiros. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply