Relações China-CPLP em fase de expansão e consolidação

CPLPNa 4.ª reunião ordinária do Secretariado Permanente do Fórum Macau, realizado na semana passada, contando com 50 delegados dos governos de Angola, Brasil, Cabo Verde, China, Macau, Moçambique, Portugal e Timor Leste, foi revelado que o comércio bilateral cresceu 36% em 2007. Foram comercializados USD 46,3 mil milhões/bilhões, um aumento de 36% relativamente a 2006, segundo dados fornecidos pelas autoridades chinesas. Todavia, porque o saldo é claramente favorável à China (68%) foram abordadas medidas para equilibrar a balança comercial entre os dois parceiros, noticiou a agência Xinhua.

Neste sentido, foi agendado para final de Maio, o 4.º Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. A reunião será na capital de Cabo Verde, Cidade da Praia. Edmund Ho, Chefe do Executivo de Macau, deverá participar.

“A reunião visa reforçar as ligações empresariais. É uma porta aberta para que o empresariado de todos os países participantes se conheçam, se interrelacionem e para que se criem as sinergias necessárias para o crescimento e desenvolvimento dos nossos países”, disse o Embaixador de Angola em Pequim, João Manuel Bernardo.

Sun Tong, director-geral adjunto do Departamento dos Assuntos de Taiwan, Hong Kong e Macau no Ministério de Comércio chinês, sublinhou que “as actividades em 2008 serão mais pragmáticas. O Governo chinês vai continuar a cumprir os compromissos assumidos e a reforçar o intercâmbio humano e a promoção do comércio e do investimento”.

Novas rotas aéreas entre os países lusófonos e a China foram também tema de debate. Actualmente, existe apenas um voo directo entre países de língua portuguesa e a China, desde final de 2007, entre Pequim e Luanda, assegurado pela TAAG. Segundo o Embaixador de Portugal em Pequim, Rui Quartin Santos, em declarações à Tribuna de Macau, a criação de novas linhas aéreas é uma das prioridades.

O Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi criado em 2003, pelo Governo da China, para fomentar as relações comerciais com os países de língua portuguesa.

MRA/Agências

Leave a Reply