Que poder tem o partido “Finlandeses Verdadeiros” para influenciar a UE?

Timo Soini, líder populista finlandêsOs 19% obtidos pelo partido populista de Timo Soini, a 17 de abril, são um sismo na política nacional e uma preocupação para os europeus. A paisagem política finlandesa mudou completamente, de um momento para o outro, com o partido de Timo Soini, o Finlandeses Verdadeiros, a ser um dos grandes vencedores das eleições [obteve 19% dos votos quando em 2007 tinha tido apenas 4%].

A Coligação Nacional [que teve 20,4% dos votos] é desde há vários anos o maior partido, mas o que pode fazer o seu presidente [e atual ministro das Finanças], Jyrki Katainen? Se olharmos só para o resultado do escrutínio, antes de meados de junho a Finlândia deverá ter um Governo de que farão parte Katainen, Soini e Jutta Urpilainen, a presidente do Partido Social democrata [19,1%].

Mas Katainen, que dirige as negociações, tem pela frente um assunto difícil. As diferenças de percentagens entre os partidos são mínimas e o grande vencedor, Soini, vai ser firme a defender os seus objetivos.

Muitas das negociações mais difíceis terão lugar antes de Katainen, Urpilainen e Soini poderem assinar o programa do futuro Governo. O pacote de resgate a Portugal está no centro desta batalha. As opiniões do SDP e do Finlandeses Verdadeiros são conhecidas [os dois partidos opõem-se a uma ajuda financeira europeia], mas desconhece-se por enquanto a posição da Coligação Nacional.

MRA Alliance/Expresso

Leave a Reply