“Portugal não reúne condições para que FMI tenha sucesso”, diz Granadeiro

Henrique Granadeiro disse hoje que Portugal não reúne actualmente as condições para que uma intervenção do FMI tivesse sucesso. “Não temos nenhuma das condições para que uma intervenção do Fundo [Monetário Internacional] possa vir a ser um sucesso”, afirmou Henrique Granadeiro na conferência ‘Portugal 2011: Vir o Fundo ou ir ao fundo?’, a decorrer na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Recordando as condições verificadas na última intervenção do FMI em Portugal, o presidente do conselho de administração da PT disse que este tipo de ajuda externa só é bem sucedido quando há uma solução política forte. “A nossa última experiência demonstra que só há sucesso desde que haja uma solução política forte, porque não é uma autoridade externa que pode mobilizar a opinião pública.”(…) “À pergunta ‘Vir o Fundo?’ a minha resposta é: “Não, obrigado”, acrescentou Granadeiro.

O presidente do conselho de administração da PT disse que a ajuda externa não teve efeitos no caso da Grécia e da Irlanda. “A Grécia e a Irlanda em nada foram ajudadas com a intervenção do Fundo. Não houve uma melhoria do risco sistémico”, declarou. Granadeiro afirmou também que “o sistema bancário [português] continua a ter capacidade de captação da confiança dos depositários, o que não acontece nem na Grécia, nem na Irlanda” e que “o abandono do euro seria uma tragédia”.

MRA Alliance/DE

Leave a Reply