Portugal: Endividamento dos particulares atinge 138% do rendimento disponível

A dívida das famílias junto da banca já corresponde a 138% do seu rendimento disponível, revela o Relatório de Estabilidade Financeira, publicado hoje, quinta-feira, pelo Banco de Portugal. Isto significa que o rendimento total gerado pelos particulares ao longo de um ano inteiro não chegaria para amortizar a totalidade dos créditos à habitação e consumo.

O aumento do endividamento tem sido constante ao longo dos últimos anos, tendo subido de 106% do rendimento disponível em 2003, para os actuais 138%. Em valor, a dívida total dos particulares é já praticamente o mesmo do Produto Interno Bruto de Portugal, quando em 2003 equivalia a 75% da riqueza produzida  pelo país.

Esta situação verifica-se apesar de o ritmo de concessão de empréstimos ter praticamente caído para metade em 2009, por comparação com o ano anterior. Junto das empresas a situação não é diferente, com o montante total dos empréstimos a representar 151% do PIB.

Na análise que faz à estabilidade do sistema financeiro, o BdP salienta que o incumprimento no crédito às empresas “apresentou um aumento susbtancial em 2009”, ainda que o fluxo de novos créditos vencidos e de cobrança duvidosa tenha vindo a reduzir-se progressivamente desde meados do ano passado.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply