Portugal: Economist prevê deflação e 9% de desemprego em 2009

Os especialistas do Economist Intelligence Unit (EIU), que hoje e amanhã participam numa conferência com empresários portugueses e o Governo, preveem que Portugal, em 2009, vai viver uma “recessão severa”, num clima eleitoral “exigente” devido à realização de consultas populares para a Assembleia da República, Parlamento Europeu e autarquias.Os especialistas do “The Economist”, admitem que o PS deverá voltar a ganhar as eleições legislativas, mas não conseguirá atingir a maioria absoluta.As estimativas do EIU indicam que a economia portuguesa este ano deverá contrair-se 2%, que a taxa de desemprego deverá aumentar para os 8,9% e que o défice orçamental quase duplicará passando de 2,4% para 4,5%.

Os analistas do grupo britânico de informação económica consideram que Portugal vai ter um ano de deflação em 2009, com os preços a recuarem 0,3%. Para 2010, antecipam que a economia nacional permaneça em terreno negativo, ainda que com uma contração muito ligeira de 0,1%. O desemprego deverá voltar a agravar-se para 9,1%, o mesmo sucedendo ao défice, que passará para 4,8% do PIB.

Fonte: MRA Alliance/Agências

Leave a Reply