Portugal: Clima económico melhora ligeiramente

O clima económico relativo a Agosto, publicado hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), acentuou a tendência de melhoria desde os mínimos históricos verificados em Abril, mas os indicadores de confiança dos consumidores ainda estão longe dos que se verificavam antes da crise.

De acordo com o relatório do INE, o indicador de clima económico – que agrega as expectativas dos empresários na índustria, construção, comércio e serviços – subiu de -1,6 pontos, em Julho, para -1,2 pontos, em Agosto. Desde Abril, quando tinha sido atingido um mínimo histórico de -3 pontos, este indicador tem vindo a recuperar, atingindo agora o melhor resultado desde Novembro de 2008. Ainda assim, continua muito longe dos valores médios da série, que se situam em torno dos 2,1 pontos.

Na Indústria, Serviços e Comércio a Retalho registaram-se melhorias nas expectativas. Apenas o sector da construção continuou avesso à tendência positiva.

Os consumidores portugueses, após terem batido o recorde do pessimismo, em Março passado, manifestaram-se agora mais optimistas relativamente à situação da economia, às finanças das famílias e à evolução do desemprego.

Em Agosto, o índice de confiança dos consumidores passou de -39,3 para -34,3 pontos. É necessário recuar até Dezembro de 2007, quando a crise financeira ainda estava na sua fase inicial e a entrada em recessão da economia mundial ainda não era certa, para encontrar um valor menos negativo.

A forte descida das taxas de juro e os programas de estímulo ao sector financeiro e à dinamização do investimento público podem explicar a tendência actual.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply