OCDE divulga duas listas de paraísos fiscais; Portugal de fora

A OCDE divulgou, ontem (quinta-feira), depois da decisão tomada pelo G20 de agir contra Estados não-cooperantes em matéria fiscal, duas listas de paraísos fiscais, designadamente uma lista negra que exclui Portugal mas inclui a Costa Rica, a Malásia, as Filipinas e o Uruguai.

Esta lista inclui os países que nunca se comprometeram a respeitar os padrões internacionais, precisou a Organização de cooperação e de desenvolvimento económicos no seu site na Internet.
   
Hoje, no final da cimeira de Londres, os países do G20 prometeram «agir» contra as jurisdições não-cooperantes, nomeadamente os paraísos fiscais, e deixaram para a OCDE a tarefa de publicar a lista dos países envolvidos.
   
No seu site, a OCDE divulga também uma lista de países que aplicam «substancialmente» as regras internacionais, como é o caso da França, Rússia, Estados Unidos e China.
   
O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, garantiu em Londres que a Madeira não constará da «lista negra» de paraísos fiscais enumerados pela OCDE porque Portugal prometeu que irá cooperar em termos de informação fiscal.
   
«A OCDE fez a análise de cerca de 180 países ou territórios e elaborou uma lista onde enumera os países que estão a cooperar e que não são um problema, onde enumera os países que não estão a cooperar e são um problema e outros que declararam que vão cooperar», referiu.
   
«Portugal, incluindo todas as regiões de Portugal, estão na primeira categoria, dos países que não são um problema», rematou Durão Barroso.

MRA Alliance/Lusa 

Leave a Reply