Obama dá força ao Fed e cria agência para proteger consumidores

Barack Obama anunciou hoje uma “reforma profunda” do sistema de regulação e supervisão financeiro norte-americano, durante um discurso proferido na Casa Branca, em Washington.

“Uma cultura de irresponsabilidade ganhou raízes de Wall Street [rua dos banqueiros] a Washington até à Main Street [rua do povo]”, criticou o presidente dos Estados Unidos, defendendo “regras que permitam aos mercados promover a inovação e desencorajar o abuso”.

“É indiscutível que um dos principais responsáveis pela actual situação económica foi a falta de estruturas de regulação adequadas para prevenir abusos e excessos”, disse Obama.

Entre as propostas apresentadas, o presidente destacou as que vão privilegiar a segurança das instituições e a estabilidade do sistema financeiro “como um todo”.

O governo vai conceder mais poderes ao banco central dos EUA, a  Reserva Federal (Fed), para que possa fiscalizar e regular as empresas que representem um “risco de colapso para a economia”.

No contexto da reforma, Obama anunciou também a criação de uma agência que proteja os consumidores de produtos financeiros. O novo organismo vai poder banir “práticas e condições injustas” devendo fornecer aos consumidores “informação simples e transparente”.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply