NATO sai do Afeganistão no final de 2014

Rasmussen com KarzaiO secretário-geral da NATO e o presidente do Afeganistão assinaram hoje um compromisso que prevê a retirada gradual da forças da Aliança Atlântica do país até ao final de 2014. O compromisso foi selado esta manhã em Lisboa, no quadro da 22ª cimeira da NATO, e a Aliança comprometeu-se a continuar a apoiar o país mesmo após a transição.

“Se os taliban pensam que nos vamos embora, esqueçam!”, recordou Rasmussen, enfatizando a parceria “a longo-prazo” assinada com o presidente Hamid Karzai. O presidente agradeceu o contributo das forças aliadas para o desenvolvimento do país, e manifestou satisfação por, durante a cimeira, os líderes mundiais terem demonstrado “profundo conhecimento sobre a situação actual do Afeganistão”.

O secretário-geral das Nações Unidas, também presente, garantiu o apoio das Nações Unidas durante o processo de transição no Afeganistão. Ban Ki-moon frisou, porém, que a transição deve ser guiada “pela realidade e não pelo calendário”. O secretário-geral da NATO mostrou-se confiante no cumprimento das metas estabelecidas, porque “tem-se visto um grande crescimento nas capacidades das forças de segurança afegãs”.

MRA Alliance/JdN 

Leave a Reply