Juncker pede responsabilidade aos políticos portugueses

O presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, afirma que Portugal se encontra numa situação política precária. Em declarações à agência Bloomberg, Juncker apelou aos partidos portugueses para “desviarem os olhos dos resultados eleitorais e focarem-se nas obrigações nacionais e internacionais que o país tem pela frente”. Depois de Durão Barroso, é mais uma voz do exterior a pedir responsabilidade aos políticos portugueses.

Hoje o primeiro-ministro José Sócrates recebeu todos os partidos com assento parlamentar para discutir o programa económico de assistência financeira a Portugal.

Em Washington, onde hoje apresentou o relatório de sustentabilidade financeira global, o director do FMI para os mercados financeiros fez saber que a confiança dos mercados nos países alvo de ajuda externa – como agora está a acontecer com Portugal – não volta de um dia para outro.

José Viñals justificou o facto dos “spreads” nos mercados financeiros para a dívida grega ou irlandesa continuarem altos, por não ter ainda passado o tempo suficiente para que os mercados recuperem a confiança nesses países. Tem que se garantir – diz este responsável do FMI – que a dívida é honrada.

MRA Alliance/RR

Leave a Reply