Japão: Risco de explosão num segundo reator nuclear em Fukushima

Sistema de alerta nuclear decretado em na central japonesa Fukushima-DaiichiO operador da central nuclear do nordeste do Japão revelou que um segundo reator estava a dar sinais de problemas, havendo risco de explosão, avançou hoje a agência noticiosa France Presse. A companhia Tokyo Eletric Power (Tepco) informou tratar-se do reator número três da central

Segundo a agência Kyodo, a dose de radioatividade recebida por um indivíduo no local do sinistro corresponde à que uma pessoa pode absorver no máximo num ano para evitar pôr em perigo a sua saúde.

O sismo de magnitude 8,9 na escala aberta de Richter, que regista a energia libertada pelo abalo telúrico, foi registado na sexta-feira às 14:46 (05:46 em Lisboa) a uma profundidade de 24,4 quilómetros e com epicentro localizado a cerca de 100 quilómetros ao largo da prefeitura de Miyagi, na região nordeste do Japão.

O abalo, fortemente sentido em Tóquio, a cerca de 400 quilómetros do epicentro, deu origem a um tsunami que atingiu a costa japonesa com uma onda de cerca de 10 metros de altura.

 N.º 1, situada a 250 quilómetros a norte de Tóquio. “Todas as funções para manter o nível do líquido de refrigeração estão a falhar”, declarou hoje um porta-voz da empresa.

Segundo a agência Kyodo, a dose de radioatividade recebida por um indivíduo no local do sinistro corresponde à que uma pessoa pode absorver no máximo num ano para evitar pôr em perigo a sua saúde.

O sismo de magnitude 8,9 na escala aberta de Richter, que regista a energia libertada pelo abalo telúrico, foi registado na sexta-feira às 14:46 (05:46 em Lisboa) a uma profundidade de 24,4 quilómetros e com epicentro localizado a cerca de 100 quilómetros ao largo da prefeitura de Miyagi, na região nordeste do Japão.

O abalo, fortemente sentido em Tóquio, a cerca de 400 quilómetros do epicentro, deu origem a um tsunami que atingiu a costa japonesa com uma onda de cerca de 10 metros de altura.

MRA Alliance/Agências 

Leave a Reply