Irão: Estudo americano desaconselha ataque contra centrais nucleares

Um ataque militar contra instalações nucleares no Irão poderia ser contraproducente e acelerar a vontade e a determinação de Teerão para construir o mais rapidamente possível uma bomba atómica, segundo um estudo do Insituto para a Ciência e Segurança Internacional (ISIS, em inglês), citado hoje pelo Washinton Post. O instituto considera que as unidades de enriquecimento de urânio iranianas estão demasiado dispersas e bem protegidas para serem destruídas através de bombardeamentos áereos. O ISIS sublinha que quaisquer danos poderiam ser rapidamente reparados. David Albright, presidente do instituto, antigo inspector da ONU de arsenais de armamento da ONU e co-autor do estudo, publicado hoje em Washington, pensa que um ataque israelita ou americano aumentaria o apoio popular ao regime dos aiatolás e levar o Irão a adoptar medidas mais duras e limitativas da acção dos organismos de fiscalização da ONU. “O Irão poderia lançar um programa nuclear de emergência para fabricar a bomba mais rapidamente”, disse Albright numa entrevista. “Um ataque irritaria os iranianos, tornando-os mais nacionalistas, fartos de inspecções internacionais, cansados dos tratados de não proliferação e mais determinados do que nunca a produzir armas nucleares.” MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply