Guru financeiro explica como e porquê os “emergentes” ameaçam os EUA com um humilhante K.O.

EUA: O cerco dos Jonathan Garner, administrador e director estratégico do banco Morgan Stanley, com o pelouro dos investimentos em mercados emergentes globais, enunciou um conjunto de razões que explicam a irreversível manobra de desacoplagem dos mercados emergentes da economia americana.

Cada semana que passa, o mustang económico dos anos 50/60, deu lugar a um mostrengo industrial-militar que, salvo nas administrações Clinton/Gore, arruinou as finanças da nação militar, económica e politicamente mais poderosa do mundo.

Entre o «laissez-faire» do reaganismo e o bushviquismo neoconservador, a locomotiva norte-americana, encurralada por asininas políticas monetárias, orçamentais e fiscais, caminha aceleradamente da impotência para a decadência. Com um sistema financeiro, desregulado, instável, desacreditado e volátil, o capitalismo americano iniciou o hara-kiri. Em câmara lenta. Sem honra, nem glória. Mais

MRA Dep. Data Mining/FinanceAsia.com

Leave a Reply