Guantanamo: Dois prisioneiros sírios já estão em Portugal

Dois cidadãos de origem síria, detidos na base norte-americana de Guantánamo, foram “restituídos à liberdade” e chegaram hoje a Portugal, revelou o Ministério da Administração Interna. O anúncio oficial de que Portugal ia acolher dois sírios foi feito em 7 de Agosto, pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.Os dois cidadãos sírios, que não têm qualquer relação familiar entre si, foram acolhidos ao abrigo de um visto por razões humanitárias, informou o Ministério.

No mesmo dia, os Estados Unidos congratulavam-se com este anúncio, através de um porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood.

“Exprimimos o nosso grande reconhecimento a Portugal por este gesto humanitário”, disse Robert Wood, sublinhando que as posições dos Estados-membros da União Europeia sobre o assunto facilitaram o acolhimento dos detidos.

Em meados de Agosto, em Viana do Castelo o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, admitiu já estar definido o local onde iam ficar, em Portugal, os dois cidadãos sírios mas escusou-se a revelá-lo.

“Presumo que sim [que o local já está definido] mas isso não é com o Ministério dos Negócios Estrangeiros mas sim com o Ministério da Administração Interna”, disse, à Lusa, Luís Amado.

Sobre o “currículo” dos dois cidadãos, Amado limitou-se hoje a dizer que “tudo o que havia a dizer sobre isso” já fora dito.

MRA Alliance/Expresso

Leave a Reply