Governo impõe “ordem e disciplina” no negócio da água

As empresas públicas e privadas de captação de água para abastecimento público em Portugal passaram a estar obrigadas, a partir de ontem, a uma nova “ordem e disciplina”, depois dos novos contratos de concessão assinados com as administrações de Região Hidrográfica.

O ministro do Ambiente, Nunes Correia, que presidiu à assinatura dos contratos, defendeu as novas regras, no âmbito da Lei da Água, visando concentrar num só organismo a gestão e a fiscalização dos contratos, dar mais segurança à água que se bebe e dar provimento a uma recomendação do Tribunal de Contas.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply