Governo prepara corte histórico nos salários da função pública

O governo está a preparar um corte adicional de 43% nas despesas com funcionários (massa salarial) no âmbito do novo Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), reduzindo o peso destes gastos no produto interno bruto (PIB) para o nível mais baixo dos últimos 26 anos, revela hoje o site ionline, que cita o Relatório de Orientação da Política Orçamental.

Segundo a notícia, “a medida é crucial para reduzir o défice para 3% do produto em 2012, um ano antes do previsto na primeira versão do programa enviado a Bruxelas. Além disso, em 2011 os 675 mil funcionários públicos serão confrontados com a maior redução de sempre na sua massa salarial.”

Os gastos com pessoal planeados pelo governo poderão sofrer um corte de quase 190 milhões de euros, em 2010. A este valor deverão ser acrescidas poupanças superiores a 3,2 mil milhões de euros nos exercícios de 2011 a 2013.  Na primeira versão do PEC, datada de Março, o corte estimado como “necessário”  era 43% inferior aos valores agora adiantados. As medidas de contenção devem permitir baixar o peso das despesas com pessoal para cerca de 10% do PIB em 2013, o que representa o valor mais baixo desde 1987 e compara com os 12% actuais.

MRA Alliance

Leave a Reply