Governo do Reino Unido volta a perder dados pessoais de milhões de cidadãos

Equipamento para guarda de informação confidencialO governo britânico vive um novo pesadelo sobre a incompetência da Administração Pública do país para garantir a segurança dos dados pessoais dos seus cidadãos. A Secretária dos Transportes do Reino Unido, Ruth Kelly, informou ontem (2.ª feira) o parlamento britânico que desapareceu um disco, com informação confidencial de três milhões de candidatos à obtenção da carta de condução drive. A base de dados informática estava armazenada nos EUA, numa empresa especializada em guardar informação, sedeada no estado de Iowa, com os respectivos nomes, moradas e endereços de correio electrónico. Este tipo de incidentes começa a ser preocupantemente frequente por parte das autoridades britânicas.

No mês passado, o fisco perdeu informação sensível sobre o histórico fiscal e bancário de cerca de metade da população. Desapareceram de dois discos de computadores à guarda dos departamentos que superintendem os serviços fiscais e de assistência social, com os nomes, moradas, números da segurança social e, nalguns casos, informação bancária ,de 25 milhões de cidadãos britânicas (adultos e crianças). O caso terá acontecido quando os ficheiros da base de dados estavam a ser transferidos via internet.

A sensibilidade e gravidade dos dois estranhos casos deverão ter comprometido o projecto do primeiro-ministro Gordon Brown relativo à criação de um novo sistema nacional de cartões de identidade com o argumento de ser essencial para a segurança interna e controlo da emigração. “A confiança na capacidade do governo para gerir a informação está feita em cacos,” disse Phil Booth, dirigente de uma organização – No2ID – que se opõe aos novos projectos de indentificação dos cidadãos britânicos. “O povo não acredita no governo enquanto guardião de dados sensíveis,” acrescentou Booth. (pvc/Forbes-AP)

Leave a Reply