Governador do banco central da Argentina foi demitido

Martin RedradoA presidente argentina, Cristina Kirchner, quer substituir o governador do banco central do país, decisão considerada ilegal pela oposição. “Por expressa instrução da presidente, o chefe de Gabinete pediu a renúncia do governador do banco central”, lê-se no texto publicado hoje no site da presidência argentina.

A explicação é a de que Martín Redrado não apoiou a política económica do Governo, nomeadamente o plano para reduzir a dívida do país. Os partidos da oposição defendem que Cristina Kirchner não tem poderes para afastar o banqueiro. No entanto, já se fala no substituto. Mario Blejer, ex-funcionário do Fundo Monetário Internacional, que presidiu o Banco Central da Argentina em 2002, deverá voltar ao cargo.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply