Gazprom corta parcialmente fornecimento de gás à Bielorrússia

A gigante gasífera estatal russa Gazprom começou esta manhã a reduzir em 15 por cento as exportações de gás para a vizinha Bielorrússia, país com o qual Moscovo trava desde há meses um conflito financeiro nos fornecimentos de energia.

“A dívida não foi paga e desde as 10 horas [locais, 7h em Portugal] que introduzimos um regime de diminuição dos fornecimentos de gás para a Bielorrússia em relação ao volume habitual”, anunciou o chefe da Gazprom, Alexei Miller. Caso a situação de pagamentos em dívida persista, a Rússia continuará a limitar estes fornecimentos “gradualmente até 85 por cento”, prosseguiu.

A Gazprom reclama ao país vizinho cerca de 200 milhões de dólares pelo gás já fornecido desde o início deste ano. Mas, por seu lado, o regime de Minsk exige o pagamento da mesma quantia em taxas de trânsito do gás para a Europa – sendo que cerca de 20 por cento das exportações gasíferas da Rússia para os clientes europeus passam pela Bielorrússia (e o restante pela Ucrânia).

MRA Alliance/Público

Leave a Reply