FMI: Lagarde pede a governos e políticos que apoiem recuperação económica global

A directora do FMI declarou que os governos e os decisores políticos das economias avançadas deveriam apoiar a recuperação, dado que o risco de uma recessão ultrapassa a ameaça da inflação.

“Os países deverão agir agora – e agir audaciosamente – para orientar as suas economias através desta nova fase perigosa da recuperação”, disse Christine Lagarde num discurso em Londres realizado ontem. A política monetária nas economias avançadas “deverá permanecer altamente acomodatícia”, acrescentou.

“A actividade global abrandou e os riscos de deterioração aumentaram”, disse Lagarde, alertando que “o reequilíbrio da procura para um crescimento global sustentado estagnou”. “O fraco crescimento e os fracos balanços dos governos, as instituições financeiras e as famílias estão a contagiar o pessimismo umas às outras. Se o crescimento continuar a perder força os balanços dos governos irão piorar, a sustentabilidade fiscal será ameaçada, e o leque de políticas para salvar a recuperação irá esgotar-se”, comentou a directora do FMI.

Os banqueiros dos bancos centrais e os ministros das Finanças dos países do G-7 reúnem-se hoje em Marselha, França, para debater a recuperação global está a dar preocupantes sinais de abrandamento. Ontem, o BCE e o Banco de Inglaterra mantiveram as suas taxas de juro de referência inalteradas, por as perspectivas económicas terem piorado.

MRA Alliance/JdN

Leave a Reply