FMI: Instabilidade financeira vai deixar “cicatrizes profundas”

Olivier Blanchard - FMIA recuperação da economia mundial já começou, mas a sua sustentabilidade depende de os Estados Unidos terem êxito no esforço de exportarem mais e desde que os mercados asiáticos estejam predispostos a aumentar a sua quota de importações, sendo certo que os danos causados pela crise à economia mundial serão profundos e longos.

Esta é a visão do Fundo Monetário Internacional divulgada por Olivier Blanchard, economista-chefe da instituição, numa nota distribuida hoje à imprensa, a partir da sede, em Washington.

Blanchard defende que a economia mundial terá um desempenho inferior comparativamente à situação existente antes da crise.

A instabilidade financeira vai deixar “cicatrizes produndas” durante vários anos, diz o professor de economia do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Em sua opinião, o produto potencial vai ser mais baixo do que antes do início da crise financeira e “a retoma não será fácil”.

“A crise deixou cicatrizes profundas, que vão afectar tanto a aferta como a procura durante muitos anos”, concluiu o economista nascido em França.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply