Famílias portuguesas vão gastar mais 900 euros por ano em bens essenciais

O custo de vida vai pesar ainda mais sobre as carteiras das famílias portuguesas em 2011. Com a escalada já esperada nos preços dos bens essenciais são mais 900 euros que teremos de desembolsar, para além do até agora habitual orçamento familiar para o prazo de um ano.

As contas foram feitas pela DECO, Associação de Defesa do Consumidor, pegando nos aumentos já anunciados, como a electricidade, o gás ou os tarifários dos telemóveis, e também aqueles que são previsíveis – como por exemplo um acréscimo de 12% no preço do pão.

De qualquer modo, os cálculos não têm em conta as despesas com o crédito à habitação. Mas também estas vão agravar-se com o aumento das taxas de juro. Quer isto dizer que os gastos das famílias serão, na realidade, ainda maiores. A verdade é que só os bens essenciais pesam quase 80% no orçamento de um agregado deste tipo.

MRA Alliance/AF 

Leave a Reply