Exercícios aéreos israelitas são avisos ao Irão, diz Pentágono

israel-negev-exercicios-militaresUm exercício militar israelita em grande escala, executado há poucas semanas no Mediterrâneo, foi um aviso a Teerão de que o Estado judaico dispõe de capacidade militar para atacar instalações nucleares iranianas. A confirmação, atribuída a «fontes do Pentágono», é revelada na edição de hoje do diário britânico The Guardian“. O jornal indica que “mais de 100 aviões F-16 e F-15 voaram 1500 km, uma distância idêntica à que separa Israel da central nuclear iraniana de Natanz. Os caças foram acompanhados de aviões de reabastecimento e helicópteros para salvamento de comandos no terreno.” A fonte norte-americana descreveu o exercício como uma demonstração de “prontidão militar” mas referiu estar convencida de que “um ataque não está iminente”. “Se os israelitas planeassem um ataque real ninguém saberia antes de isso acontecer”, precisou. O “The Guardian” acrescenta que, mesmo assim, o acontecimento “provocou a subida dos preços do petróleo após a informação ter sido publicada pelo ‘The New York Times’.” O presidente da Agência Internacional de Energia, Mohamed ElBaradei, reagiu às notícias afirmando que um ataque judaico ao Irão transformaria o Médio Oriente numa “bola de fogo” e que, se tal acontecer, se demitirá do cargo. Ontem, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, também comentou o assunto: “Espero que as presentes acções respeitem as leis internacionais que claramente protegem a integridade territorial do Irão, ou de qualquer outro país.” Nas últimas semanas, diversos analistas e observadores têm especulado sobre a iminência de um ataque aéreo, americano ou israelita, lançado ou apoiado pela administração Bush/Cheney antes do final do seu mandato, em Janeiro de 2009. O diário londrino refere que tais especulações estão a diminuir. pvc/MRA Alliance

Leave a Reply