EUA: Banqueiros receberam prémios 10 vezes superiores aos empréstimos para desenvolvimento de países pobres

Os principais banqueiros das cinco maiores instituições financeiras de Wall Street receberam USD 3,1 mil milhões/bilhões em salários, bónus e prémios de gestão nos últimos cinco anos, noticiou hoje a agência Bloomberg. Os executivos foram remunerados pelos ruinosos negócios que fizeram com derivativos de crédito. Estes instrumentos financeiros são os principais causadores da maior crise financeira desde a Grande Depressão. O actual secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, recebeu USD 111 milhões, entre 2003 e Julho de 2006, mês em que tomou posse do actual cargo. Após a recusa inicial, Paulson, arquitecto do polémico plano de salvação da indústria financeira americana, aceitou a imposição de limites aos salários dos banqueiros privados durante a audição perante o Congresso, na passada quarta-feira. Os partidos com assento na câmara legislativa exigem a adopção de tal medida como condição para a aprovação do “Plano Paulson”, que prevê que o Estado assuma dívidas e injecte USD 700 mm/bi para consertar o sistema financeiro do país. O valor de USD 3,1 mm/bi é quase 11 vezes superior aos empréstimos concedidos, em 2006, pelas Nações Unidas , a 16 países pobres para investimentos em projectos para a melhoria das condições de vida da população rural. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply