Estudo: TAP sobreviverá à crise mas 50 companhias europeias podem cair

A TAP Air Portugal está no grupo das nove companhias aéreas europeias com condições para “sobreviver” no sector da aviação contariamente a outras que têm um futuro incerto, prevê um analista do BlueOtar Securities, um banco de investimento britânico. Em seu entender, o aumento do preço do petróleo vai “transformar a indústria do transporte aéreo” estimando que mais de 50 companhias estão em risco de desaparecer, entre elas a Alitalia. “As margens de 10% e melhores estão a ser apagadas pelos custos do combustível”, refere Douglas McNeil, num estudo datado de meados de Julho. “O problema é que, para começar, nem todas as transportadoras aéreas tinham margens tão boas”, escreve McNeil, colocando um “grande ponto de interrogação sobre o seu futuro”. A British Airways, a Lufthansa e a Air France-KLM foram integradas no primeiro grupo dos sobreviventes, devido ao “poder do preço e à força financeira”. Pelas mesmas razões, as duas principais companhias de baixo custo – Easyjet e Ryanair – têm condições para ultrapassar as ameaças. Segundo McNeil, TAP, Iberia, Aer Lingus e Finnair – integram a “terceira divisão de transportadoras nacionais de média dimensão, com nichos de longo-curso relativamente fortes baseados em vantagens geográficas ou relações culturais”, factores que poderão garantir a sua sobrevivência. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply