Espanha baixa juros e atrai forte procura em leilão de dívida

O Tesouro espanhol atraiu uma forte procura num leilão de dívida a cinco anos, conseguindo baixar os custos face à anterior emissão comparável. A procura pelas “bonos” colocadas esta manhã no mercado pelo Tesouro espanhol superou em mais de duas vezes a oferta.

O país-vizinho aceitou pagar um juro médio de 4,389%, abaixo dos 4,542% registados num leilão realizado em Janeiro. Foi essa a contrapartida que envolveu a colocação de 2.652 milhões em dívida que vence em 2016. A somar aos 1.146 milhões de euros “vendidos” em dívida a três anos (com um juro médio de 3,592%), o Estado espanhol financiou-se em cerca de 3.800 milhões de euros, um montante próximo do máximo indicativo (quatro mil milhões para as duas linhas).

Citado pela agência Dow Jones, o analista do Nordea Bank Jan von Gerich salienta a procura “realmente robusta” no leilão duplo. O especialista acrescenta que, tal como Portugal, Espanha está a ser afectada pela ansiedade em torno das conclusões das cimeiras europeias de Março. “A volatilidade (nas taxas de juro dos países da periferia) deverá continuar”, antecipa von Gerich.

MRA Alliance/JdN

Leave a Reply