“Em breve o Estado não vai poder pagar aos funcionários”, diz Passos Coelho

Pedro Passos Coelho - Presidente do PSDO presidente do PSD, Passos Coelho, avisou hoje que não estará «longe o dia» em que o Estado não terá dinheiro para «pagar aos funcionários», acusando quem considera irrelevante a revisão da Constituição de revelar «uma miopia grave» . Numa conferência na Universidade Católica do Porto sobre a revisão constitucional, o líder social democrata alertou que o país está «numa linha de insustentabilidade» da despesa pública, com Portugal a pagar «um nível de juros demasiado elevado».

«Quantos mais juros pagarmos por aquilo que pedimos emprestado, menos conseguimos ter liberdade para gastarmos naquilo que é preciso. E então chegamos ao fim do mês, e os administradores dos hospitais, os reitores das universidades públicas, começam a cortar naquilo que já é relevante. E chega mesmo a um dia em que já não têm dinheiro para pagar aos professores, aos médicos, aos enfermeiros», avisou Pedro Passos Coelho.

Segundo o presidente do PSD, «é preciso que se saiba que em Portugal esse dia está muito próximo» e que «não estará longe o dia em que não haverá mesmo dinheiro para pagar aos funcionários».

MRA Alliance/Sol

Leave a Reply